Neuropatia diabética: O que é? Quais são os sintomas? E como tratar?

Neuropatia diabética: O que é? Quais são os sintomas? E como tratar?

neuropatia-diabetica-iglicho

A Neuropatia diabética é um distúrbio nervoso causado pelo diabetes…

Com o passar do tempo, as pessoas com diabetes, podem sofrer danos nos nervos ao longo do corpo.

Aproximadamente 60 a 70% das pessoas com diabetes possuem algum tipo de neuropatia de acordo com o National Institute of Diabetes and Digestive and Kidney Diseases.

Geralmente, a neuropatia é mais frequente em pessoas que não fazem o tratamento adequado do diabetes…

A presença frequente de níveis de açúcar altos no sangue geram danos progressivos nos nervos…

Quais são os tipos de neuropatia?

Neuropatia periférica

A neuropatia periférica é a forma mais comum de neuropatia diabética. Ela afeta as extremidades do corpo, como pés, pernas, mãos e braços.

Neuropatia autonômica

O sistema nervoso autônomo controla o coração, bexiga, pulmões, estômago, intestinos, órgãos sexuais e olhos. O diabetes pode afetar os nervos em qualquer uma destas áreas, dando origem a neuropatia diabética autonômica.

Amiotrofia diabética

Em vez de afetar as extremidades dos nervos, como a neuropatia periférica, amiotrofia diabética afeta nervos das coxas, quadris, nádegas e pernas. Esta condição é mais comum em pessoas com diabetes tipo 2 e adultos mais velhos.

Mononeuropatia

Envolve dano a um nervo específico. O nervo pode ser na face, tronco ou perna.

A mononeuropatia diabética muitas vezes acontece de repente. É mais comum em adultos mais velhos.

Embora possa causar dor severa, a doença normalmente não traz quaisquer complicações a longo prazo.

Às vezes mononeuropatia ocorre quando um nervo é comprimido.

E quais são os sintomas da neuropatia diabética?

Os sinais e sintomas da neuropatia diabética variar, dependendo do tipo de neuropatia e nervos que são afetados.

Neuropatia periférica

  • Dormência;
  • Redução da capacidade de sentir dor ou alterações na temperatura especialmente nos pés e dedos;
  • Sensação de formigamento ou queimação;
  • Dor ao caminhar;
  • Extrema sensibilidade ao toque mais leve – para algumas pessoas, até mesmo o peso de uma folha pode ser angustiante;
  • Fraqueza muscular e dificuldade para caminhar;
  • Problemas graves nos pés, como úlceras, infecções, deformidades e dores ósseas e articulares. Essa condição é chamada de pé diabético.

Neuropatia autonômica

  • Ausência de sintomas de hipoglicemia quando os níveis de açúcar no sangue estão baixos;
  • Problemas de bexiga, incluindo infecções urinárias frequentes ou incontinência urinária;
  • Prisão de ventre, diarreia não controlada ou uma combinação dos dois
  • Esvaziamento lento do estômago (gastroparesia), levando a náuseas, vômitos e perda de apetite;
  • Dificuldade em engolir;
  • Disfunção erétil;
  • Secura vaginal;
  • Aumento ou diminuição da sudorese;
  • Incapacidade do corpo para ajustar a pressão arterial e frequência cardíaca, levando a quedas acentuadas da pressão arterial ao levantar, por exemplo;
  • Problemas em regular a temperatura corporal;
  • Mudanças na forma como os olhos se ajustam a um ambiente claro ou escuro;
  • Aumento da frequência cardíaca em repouso.

Amiotrofia diabética

Os sintomas ocorrem geralmente de um lado do corpo. Em alguns casos, os sintomas podem espalhar-se para o outro lado também. A maioria das pessoas melhora pelo menos parcialmente ao longo do tempo. No entanto, pode ser que os sintomas piorem antes de melhorar. Essa condição é muitas vezes marcada por:

  • Dor repentina e grave no quadril, coxa ou nádega;
  • Músculos da coxa eventualmente fracos ou atrofiados;
  • Dificuldade de se levantar;
  • Inchaço abdominal, se o abdômen é afetado;
  • Perda de peso.

Mononeuropatia

Os sintomas geralmente diminuem e desaparecem por conta própria ao longo de algumas semanas ou meses. Os sinais e sintomas dependem de qual nervo está envolvido e podem incluir:

  • Dificuldade em focar a visão, visão dupla ou dor atrás de um olho;
  • Paralisia de um lado do rosto (paralisia de Bell);
  • Dor na perna ou pé;
  • Dor na parte da frente da coxa;
  • Dor no peito ou abdominal.

Como é o tratamento da neuropatia diabética?

O tratamento para neuropatia diabética deve ser orientado por um endocrinologista e, normalmente, é feito para aliviar os sintomas, evitar complicações e diminuir a evolução da doença… 

A primeira etapa do tratamento é deixar os níveis de glicose no sangue dentro dos limites normais.

Isso pode envolver a prática de exercícios e o replanejamento das refeições, bem como o uso de medicamentos e insulina.

Os sintomas podem piorar a partir do momento que a glicose comece a ser controlada, mas a manutenção de baixos níveis de glicose no sangue ajuda a diminuir os sintomas.

Um bom controle da glicose no sangue também pode ajudar a prevenir ou retardar o aparecimento de outros problemas…

Quer usar uma poderosa ferramenta para o controle do diabetes? E que está a um dedo de distância? Clique no botão abaixo e saiba mais sobre o iGlicho:

FONTES:

[1] – https://www.minhavida.com.br/saude/temas/neuropatia-diabetica#:~:text=Neuropatia%20diab%C3%A9tica%20%C3%A9%20um%20dist%C3%BArbio,nervos%20ao%20longo%20do%20corpo.

[2] – https://www.medicinanet.com.br/conteudos/revisoes/6969/neuropatia_diabetica.htm

[3] – https://www.tuasaude.com/neuropatia-diabetica/

[4] – https://www.niddk.nih.gov/

Compartilhe:
0
20
Pin Share20

Posts Relacionados

Fazer comentário

Recent Posts