Controle de Diabetes durante a gravidez: Padrões de atendimento médico 2021

Controle de Diabetes durante a gravidez: Padrões de atendimento médico 2021

controle do diabetes durante a gravidez

Controle de diabetes durante a gravidez: A American Diabetes Association (ADA) produziu o chamado “Padrões de Cuidados Médicos em Diabetes”.

Esse material inclui as recomendações de prática clínica atuais da ADA.

E destina-se a fornecer os componentes do tratamento do diabetes, metas e diretrizes gerais de tratamento, bem como ferramentas para avaliar a qualidade do atendimento.

As recomendação foram publicadas na revista Diabetes Care e focam no controle de diabetes durante a gravidez.

Diabetes durante a gravidez vem aumentando…

A prevalência de diabetes na gravidez vem aumentando paralelamente à epidemia mundial de obesidade.

Não apenas a prevalência de diabetes tipo 1 e tipo2 está aumentando em mulheres em idade reprodutiva, mas também há um aumento dramático nas taxas relatadas de diabetes mellitus gestacional.

Acontece que o diabetes gera um risco materno e fetal significativamente maior.

Que é amplamente relacionado ao grau de hiperglicemia, mas também relacionado a complicações crônicas e comorbidades do diabetes.

Controle de Diabetes durante a gravidez: riscos

Em geral, os riscos específicos de diabetes na gravidez incluem aborto espontâneo, anomalias fetais, pré-recalmpsia, morte fetal, macrossomia, hipoglicemia neonatal, hiperbilirrubinemia e síndrome do desconforto respiratório neonatal, entre outros.

Além disso, o diabetes na gravidez pode aumentar o risco de obesidade, hipertensão e diabetes tipo 2 em filhos mais tarde na vida.

Aconselhamento pré-concepção

Recomendações

Começando na puberdade e continuando em todas as mulheres com diabetes e potencial reprodutivo, o aconselhamento preconcepção deve ser incorporado aos cuidados de rotina do diabetes.

O planejamento familiar deve ser discutido e a contracepção eficaz deve ser prescrito e usado até que o regime de tratamento da mulher e a A1C sejam otimizados para a gravidez.

Cuidados pré-concepção

Recomendações

Mulheres com diabetes preexistente que estão planejando uma gravidez devem, idealmente, ser tratadas desde a preconcepção com uma equipe multidisciplinar.

Além da atenção concentrada em atingir as metas glicêmicas, os cuidados pré-concepcionais padrão devem ser aumentados com foco extra em nutrição, educação em diabetes e rastreamento de comorbidades e complicações do diabetes.

Mulheres com tipo 1 ou tipo 2 preexistentes que planejam engravidar ou que engravidaram devem ser orientadas sobre o risco de desenvolvimento e/ou progressão da retinopatia diabética.

Os exames de dilatação de pupila devem ocorrer de forma idônea antes da gravidez ou no primeiro trimestre e, em seguida, as pacientes devem ser monitoradas a cada trimestre e por 1 ano após o parto, conforme indicado pelo grau de retinopatia e conforme recomendado pelo oftalmologista.

Alvos glicêmicos na gravidez

O automonitoramento em jejum e pós-prandial da glicose no sangue é recomendado tanto no diabetes mellitus gestacional quanto no diabetes preexistente na gravidez para atingir níveis ideais de glicose.

Os alvos de glicose são glicose plasmática em jejum <95 mg / dL e glicose pós-prandial de 1 h <140 mg / dL ou glicose pós-prandial de 2 h <120 mg / dL.

Algumas mulheres com diabetes preexistente também devem testar a glicemia pré-prandial.

Devido ao aumento da renovação dos glóbulos vermelhos, o A1C é ligeiramente mais baixo na gravidez normal do que em mulheres sem diabetes não grávidas.

Idealmente, a meta de A1C na gravidez é <6% se isso puder ser alcançado sem hipoglicemia significativa. Mas a meta pode ser relaxada para <7% se necessário para prevenir a hipoglicemia.

Quando usado além do automonitoramento da glicose no sangue visando alvos tradicionais pré e pós-prandiais, o monitoramento contínuo da glicose pode reduzir a macrossomia e a hipoglicemia neonatal na gravidez complicada pelo diabetes tipo 1.

Métricas de monitoramento contínuo de glicose podem ser usadas como um complemento, mas não devem ser usadas como um substituto para automonitoramento de glicose no sangue.

FONTE:

[1] – https://medicaldialogues.in/diabetes-endocrinology/guidelines/standards-of-medical-care-in-diabetes-2021diabetes-management-in-pregnancy-73287

Compartilhe:
0
20
Pin Share20

Posts Relacionados

Fazer comentário

Recent Posts