Obesidade em Crianças: Diretrizes da American Academy of Pediatrics (AAP) Para o Controle Durante a Pandemia

Obesidade em Crianças: Diretrizes da American Academy of Pediatrics (AAP) Para o Controle Durante a Pandemia

obesidade em crianças controle iglicho

A obesidade em crianças é um risco global…

Justamente por isso a Academia Americana de Pediatria divulgou diretrizes sobre o controle da obesidade em meio à pandemia de COVID-19 em andamento.

A orientação é específica para crianças e adolescentes com obesidade.

A obesidade em crianças é uma doença crônica

E apresenta risco aumentado para o coronavírus

A obesidade, de forma geral, pode aumentar durante e após a pandemia.

Portanto, é fundamental que os profissionais de saúde reconheçam que os pacientes com obesidade apresentam risco aumentado de manifestações graves de COVID-19.

O coronavírus trouxe consigo muitas mudanças na vida de uma criança…

Menos atividade física, maior acesso aos alimentos, maior chance de comer descontroladamente como forma de combater o tédio…

Também existe a possibilidade de as crianças não irem ao pediatra com tanta frequência…

Para oferecer algumas ferramentas de controle de obesidade durante a pandemia, a APP deu algumas orientações. Veja.

Recomendações

  • Continue a avaliar os pacientes a respeito da obesidade durante a pandemia;
  • Manter o tratamento da obesidade;
  • Continue o acompanhamento regular para obesidade e enfrente as barreiras existentes pela pandemia da melhor forma possível;
  • Identifique e trate comorbidades relacionadas à obesidade, como distúrbios lipídicos, hipertensão, pré-diabetes e doença hepática gordurosa;
  • Não retarde o tratamento da obesidade, incluindo o aconselhamento intensivo sobre estilo de vida, farmacoterapia relacionada à obesidade ou cirurgia metabólica e bariátrica. Esses serviços devem estar acessíveis durante a pandemia.

Aconselhamento para lidar com a pandemia

  • Enfatize e continue o aconselhamento de estilo de vida saudável;
  • Fale sobre o risco da COVID-19, de forma não crítica. Informe os pacientes e suas famílias sobre o risco aumentado de COVID-19 associado à obesidade e aconselhe proteções adicionais, conforme recomendado pela Anvisa.
  • Aborde o estresse do paciente/família. Famílias afetadas por determinantes sociais negativas e pais de crianças e adolescentes com obesidade podem apresentar maiores níveis de estresse. Esses fatores podem representar barreiras para o tratamento da obesidade.
  • Avaliar e acompanhar a alimentação desordenada. Incluindo compulsão alimentar, purgação e restrição alimentar.

FONTE:

[1] – https://medicaldialogues.in/pediatrics-neonatology/guidelines/obesity-management-in-children-during-covid-19-pandemic-aap-guideline-74207

Compartilhe:
0
20
Pin Share20

Posts Relacionados

Fazer comentário

Recent Posts